julho 31, 2004

O medo de Manuel Alegre

m.alegre.jpg Eu gosto muito de ler Manuel Alegre, apesar de, completamente, só ter lido dois livros. E não sei se foi pela minha inata capacidade de escolha (duvido, pois raramente gostam do que eu gosto), ou obra do acaso, mas nestes dois livros reparei num traço que marca a literatura do senhor, agora candidato à liderança do Partido Socialista: Um receio de que as pessoas saiam das molduras.

Fico feliz ao descobrir isto, porque eu, na minha eterna meninice, também tenho o mesmo receio. E fiquei a gostar mais ainda de ler e reler Manuel Alegre…

Agora, será de confiar num político que tem este medo?

“Sei muito bem que as pessoas saem dos retratos, sei isso desde pequeno, mas tu não, estás proibido de voltar a fazer o que fizeste esta noite, não posso entrar na sala e ver outra vez a tua moldura vazia.” Dirigindo-se ao cão (in “Cão Como Nós”; pp33)

“Sempre tive medo que as pessoas saíssem das molduras e começassem a passear pela casa. Para falar a verdade, estou convencido que isso aconteceu algumas vezes.” - “A senhora do retrato” (in o “Homem do País Azul”; pp39)


julho 29, 2004

Daqueles que jamais se esquecem...

beforesunrise.jpg Há nove anos “Before Sunrise” (Antes do Amanhecer), um filme simples e barato, de Richard Linklater, surgiu para nos deliciar. Basicamente, a história anda à volta de Jesse (Ethan Hawke), um jovem americano que regressa aos Estados Unidos, depois de acabar com a sua namorada em Madrid, e Céline (Julie Delpy), uma francesa que vai ter com os pais a Paris. Conhecem-se ambos casualmente num comboio com destino a Viena, na Áustria. A cumplicidade é imediata, dando esta lugar a uma conversa longa e profunda, recheada de ideias, opiniões e teorias, que não deixa sentir o tempo. Tempo este que é curto, uma vez que têm apenas 14 horas até retomarem as suas viagens...

Praticamente todo o filme tem como cenário Viena, local perfeito para um romance que nos cativa pela sua simplicidade e realismo. Os diálogos fluem numa perfeição estonteante desde o início, como as melhores conversas da nossa vida... As personagens são tão naturais e espontâneas, que até faz confusão.

É, sem dúvida, um filme que vive na plenitude de duas pessoas que se apaixonam e cujas conversas respiram a todos os pulmões pelas ruas de Viena.

Por todas estas razões e mais algumas é que estou desejosa de ver a sequela, “Before Sunset” (Antes do Anoitecer), que foi escrito por Linklater e pelos dois actores, durante estes últimos anos. Ao que parece, as filmagens duraram apenas 15 dias e não sofreram praticamente nenhuma alteração. O filme é passado em tempo real (1.30h), desta vez, em Paris, após 9 anos.

Eu não quero, nem vou perder!

Olh'á laranja!

Orange.gif Li hoje, numa revista cor-de-rosa, que um casal da nossa socialite (que nunca vi mais "grávido") decidiu chamar ao seu rebento "Laranja". Parece que já estou mesmo a ouvir os pais:


- Ó Laranja, esprema-se lá aqui para o almoço dos papás!

A prova de que o céu é só para alguns...

space.jpg A mesma empresa que levou dois turistas (Dennis Tito e Mark Shuttleworth) a ver o espaço, o verdadeiro lado azul da terra, pela módica quantia de vinte milhões de dólares(em oito dias), propõe agora uma viagem alternativa para 2005/2006. Esta apenas por 201 mil dólares e apenas 4 dias de preparação, em vez dos 6 meses da primeira oferta.

Está claro que esta é apenas uma viagem de voo sub-orbital, mas para quem quer ir sempre mais longe....e for rico, mas não muitoooooo, é um bom investimento (eu que não entendo nada de finanças).

Pelo menos 100 pessoas já se encontram na lista de espera para poderem desfrutar da gravidade zero, e trazer ainda uma medalha, um diploma e algumas fotos para casa...

Devem estar a aproveitar a inclusão da viagem na lista de benefícios da "American Express", apesar de esta ainda não ter o número de pontos necessários para tal!!!

Eu diria 80909032803984, mas se alguém achar que não, mande um número!


julho 28, 2004

Portugalex

caoconfuso.jpgCom o meu novo hobby de passear pelos blogs, tenho-me deparado com uma língua incrível, escrita de forma tão afincada e rebuscada, em especial pelos mais novos! Eu, quase leiga nesses assuntos, e com a dislexia como agravante, confesso que não consigo entender, tal é a arte com que é trabalhada! Sim, porque aquilo é arte!!! Certamente deve ser bem mais difícil de escrever do que um português mais ou menos correcto… se não, dê uma vista de olhos nestes excertos:

n poxuh flr mt de cd um dakelex k tenhu faladuh pk n sou mt assidua a flr com tdx”

“de la jah fikou tudo benhii...u ppl k me atendeu foi mt fixe tirando as medikas k eram xtupidas pa caraxas...”

“nao sabex u kt fiko flix por saber k vou”

burro ademirado.jpg

nota: sim, o blog era português…


Não se desgracem!

interactive game.jpg Não querem entreter-se, irritar-se e desesperar? Sofrem de claustrofobia e/ou viciam-se com facilidade? Então, não cliquem aqui!


Nota: eu e a sououtra clicámos em ENTER MOTAS e andámos duas noites nisto... mas escapámos ilesas!

julho 26, 2004

A minha 1ª vez...

... este ano não foi tão longa e, por isso, entediante quanto julgava, embora tenha sido em trabalho. Despi-me, transpirei, ouvi, falei, rebolei (pouco), trinquei, fiquei com marcas no corpo, brinquei, sorri, gargalhei, vesti-me, etc..

Terminado o dia, reparei que as horas não se tinham afinal arrastado por aquele areal, nem relegado aquele céu de azul intenso... mas também não me tinham feito corar sobremaneira...peixe a piscar o olho.gif

Não me interpretem mal... eu continuo a adorar praia!

Um ai de amor

Apetece-me dizer um Ai !
Um Ai que sai...
Pode ser um gemido,
um rosnar,
um latido!
Que se deixe arrastar...
na busca do sentido
..
Apetece-me dizer um Ai!
Um Ai, que sai em surdina.
Que não se contém p
or alguém...
Não de pranto mas de dor,
pelos que
choram, soluçam de
amor...

olhar imenso.jpg


julho 24, 2004

Soneto da Surpresa

!alua.gifAntes de eu te amar havia o nada
e o mês de abril chorava em pranto,
Era o teu rosto à noite um doce espanto
sortilégio sem par de namorada.
De teu sexo a noite se esvaía
e eu via o mar à luz de alguma estrela.
E as águas murmuravam e era bela
a canção de amor que eu então ouvia.
Em teus olhos de sonho uma surpresa:
a praia enluarada e os promontórios...
de teus seios de brisa desvendados
e o mês de abril chorava em pranto
Os sinos repicavam. Indefesa
tu sonhavas despida. Migratórios
só os pássaros fugindo, deslumbrados

(oliveiros litrento in "orfeu e a ninfa")


julho 23, 2004

Devaneios

man head spinning.gif Quem os não tem?

No entanto, parece que o calor deste Verão está a revirar algumas cabeças... é baboseira atrás de baboseira, parvoíce atrás de parvoíce...

Cada vez percebo menos e cada vez tenho menos vontade, e até capacidade, de aturar devaneios impróprios alheios.

Enough is enough.

Conto Revirado

Ela é tão querida… não sei ao certo o que a torna tão especial, mas chego a pensar que é tudo… Adoro poder ficar a olhá-la adormecida na minha almofada… pensar como é linda, enquanto faz um esforço suplementar para descerrar os olhos de criança crescida.

Por vezes, chamo-lhe princesa, não é pelo nome, mas porque efectivamente para mim ela é como a minha princesa…

Por vezes, reclama a minha atenção do seu jeito e eu fico com peso de consciência, pelo que chego a pensar que todo o meu tempo é dela.

Adoro estar a falar com ela, de fazer tudo com ela, aliás…

Por vezes, quando caminhamos juntas pela rua apetece-me dar-lhe a mão e seguir assim de mão dada por entre as pessoas. No entanto, fico contente na mesma, mesmo que não o faça, porque não são assim tantas as vezes que podemos passear juntas nas ruas de qualquer cidade.

Algumas vezes, apenas podemos ficar a falar ao telemóvel tempos intermináveis, horas após horas… Nunca lhe disse, mas a voz dela dá-me aquele conforto, aquela segurança, aquele carinho… aquela felicidade.

Falamos de tudo e, quando me fala de alguém que não conheço, sinto aquele ciuminho irritante, mas logo, logo ela o faz passar.

Ela tem essa capacidade sobre mim, de me fazer mudar de humor de uma forma alucinante. Tanto que, em algumas conversas ao telefone, consegue fazer-me rir como uma perdida e chorar que nem um bebé.

É assim especial, tanto que passo as horas dos meus dias a pensar nela, com um sorriso estúpido nos lábios, e sinto-me então aquela eterna adolescente apaixonada e sonhadora…

É... talvez ela também pense em mim da mesma forma…talvez ela também queira andar de mão dada comigo no meio da rua e também nunca me tenha dito, tal como não diz que gosta da minha voz e que também sou a sua princesa…

É… talvez ela também me ame assim em silêncio…


julho 20, 2004

The 5th mobile phone throwing world championships

K1.jpg

Eu pensava que tinha visto muito... e imaginado muito mais!!! Mas, isto nunca me passou pela cabeça, confesso...!!! Sabiam que existe um campeonato mundial de lançamento de telemóveis?!

É idêntico ao lançamento de pesos... Com a diferença de que as pessoas que sofrem diariamente de stress por não lhe atenderem mensagens importantes, o telemóvel estar sempre desligado quando precisam de ligar alguém, ficarem sem bateria na hora H... terem mais hipóteses de chegar mais longe!!! lol

Vejam mais em

Vontades

casal07.gif

Hoje queria...
abraçar-te com a força de uma flor...
beijar-te na imensidão da lua nova,
e sentada nessa lua namorar-te...
sentindo a leve brisa do pó de estrelas
que é azul assim ao longe...

...e por fim adormecer contigo na algibeira.

julho 19, 2004

Finalmente!

casal04.gif
Apesar de muito muito cor de laranja, finalmente conseguimos arranjar mais ou menos o nosso cantinho:-))Estou tão contente que me apetece saltar-te para o colo...srrsrsrs

julho 18, 2004

Experiência...

Uma... duas... experiência... uma... duas (perfeito)